Home

Pedra do Sal é o caminho que liga, através de uma escadaria, o Morro da Conceição à Zona Portuária. Encravada no bairro da Saúde, às margens da Baía Guanabara, o lugar era ponto de fudamental importância  para o comércio do sal. Ali, os escravos, que entalharam uma escadaria na rocha para facilitar o trânsito, carregavam e descarregavam as embarcações responsáveis pelo transporte da carga salgada.

O movimento da Pedra do Sal teve início no séc. XIX,  e hoje o samba só faz aumentar o número de pessoas

A movimentação na Pedra do Sal teve início no séc. XIX, e hoje o samba só faz aumentar o movimento

Muito antes de tornar-se um ponto de encontro do samba, a Pedra do Sal já se destacava religiosa e historicamente. A escadaria é um monumento histórico e religioso localizado no bairro da Saúde, perto do Largo da Prainha, na cidade do Rio de Janeiro. É onde se encontra a Comunidade Remanescentes de Quilombos da Pedra do Sal, tombada em 20 de novembro de 1984 pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). Dada a sua importância para a formação da população negra fluminense, com presença marcante naquela área, a Pedra do Sal é o epicentro da Pequena África, como é conhecida a região formada pelos bairros no entorno do Morro da Conceição.

Clique aqui e veja como ir para a Pedra do Sal desde a Praça XV

O compositor e intérprete Toninho Gerais, autor do samba Alma Bohêmia, onde cita o evento, comentou a importância da Pedra do Sal para a cultura negra e carioca:

“A Pedra do Sal é um dos lugares em que a cultura do samba ainda é exaltada de forma transparente e original.  Ali estão pessoas que mesmo sem ter suas raízes na cultura do ritmo conseguem enxergar a importância de um samba bem feito e bem cantado”

Confira o vídeo e conheça a Pedra do Sal ‘em funcionamento’:

Além das tradicionais segundas e sextas-feiras, quando o samba é noturno, mais agitado, cheio e festivo, a Pedra do Sal também funciona aos domigos, na parte da tarde. Neste dia, uma feijoada divide as atenções com a roda, e leva para o lugar um público mais pacato e tranquilo, porém igualmente animado.

Confira o encontro entre samba e feijoada

Um pensamento em “Pedra do Sal: dos escravos ao samba de Roda

  1. Pingback: Pedra do Sal alia samba de graça e gente bonita no Centro do Rio | Brasi-Cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s